Hamburg – a segunda maior cidade alemã

IMG_1340

Uma cidade onde o novo e o antigo se encontram

Como bem disse o amigo Wolf Gauer, Hamburg é como Bremen, só que maior. Bem maior! Foi a primeira cidade pela qual eu passei na Alemanha e que tive realmente que prestar atenção nos caminhos, me preocupar em não ser atropelado, procurar as faixas de bicicleta, e assim por diante. Também foi a primeira vez, em quase 20 dias pela Holanda e Alemanha que eu me deparei com um tráfego intenso de automóveis, o famoso “trânsito parado”, como costumamos dizer no Brasil.

IMG_1330

Um dos inúmeros prédios históricos da cidade

Mas nada disso foi capaz de abalar a impressão que eu tive da cidade, um lugar onde o antigo e o novo convivem, em perfeita harmonia. A cidade abriga o segundo maior porto da Europa, e de acordo com alguns alemães, com pretensões de se tornar o primeiro. A região portuária nem de longe se parece com os portos que vemos no Brasil, lugares sujos, mal-cheirosos e pouco interessantes para o turismo. O porto de Hamburg é um dos pontos fortes da cidade. Além da vista fantástica do rio Elba e dos imensos navios que por ele passam, diversos bares, restaurantes e museus se encontram por ali, o que atrai grande público.

IMG_1344

Prédio que abriga o Miniatur Wunderland, o maravilhoso museu de miniaturas

IMG_1354

O Michel é um dos monumentos mais importantes da cidade

IMG_1384

O segundo maior porto da Europa

Nas redondezas do porto encontram-se pelo menos dois bairros muito interessantes. Em um deles se estabeleceram as colônias portuguesa, espanhola e italiana, que trouxeram consigo as especialidades gastronômicas dos seus países. Outro bairro vizinho, bastante curioso, abriga uma infinidade de igrejas, que foram construídas conforme chegavam os marinheiros de cada país. Existe uma igreja sueca, outra dinamarquesa, outra japonesa e assim por diante, e elas estão uma ao lado da outra! São no mínimo dez igrejas em uma única rua! É exatamente ali do lado que se encontra o Michel, um famoso monumento histórico bastante cultuado pelos alemães, uma espécie de Estátua da Liberdade germânica. Trata-se de uma grande igreja protestante que foi destruída pelo menos duas vezes, uma em cada grande guerra, e reconstruída conforme o desenho original. Lá de cima é possível ter uma vista panorâmica da cidade e tomar um ponche, no bar estrategicamente localizado a quase 100 metros de altura.

IMG_1444

Jogo de futebol no museu de miniaturas: inacreditável!

Outro ponto forte, pelo menos para quem gosta de ver até que ponto vai a loucura humana, é o museu de miniaturas, também nas proximidades do Elba. São diversas salas com maquetes de países como Suiça, Alemanha, Estados Unidos, entre outros, com pequenos trens elétricos, automóveis em movimento, aviões, balões, navios, tudo meticulosamente posicionado, e operando fantasticamente bem. A entrada custa apenas EU12,00, que eu paguei sem o menor peso na consciência, já que estava acampado a três dias no quintal de uma casa, sem gastar nada.

IMG_1412

Mini-show da Britney Spears é demais pra mim! Podia ser do Michael Jackson, ou da Madonna né?

Minha estadia em Hamburg era algo que preocupava um pouco, já que tinha gastado mais do que o previsto em pequenas cidades, e imaginava que numa cidade grande o valor iria aumentar. A sorte foi ter conhecido o único ciclo-viajante que encontrara até o momento, e que ele me recebera na casa de seu pai. Além do conforto e das facilidades desse tipo de alojamento, a situação contribuiu para acabar de vez com a impressão que eu tinha do povo alemão – frio e rude. A dona da casa era alemã, e me recebeu extremamente bem. Durante três noites não gastei nada com estadia e alimentação, tomei banho quente e lavei todas minhas roupas, além de ganhar um passeio turístico para conhecer a cidade. Não fora o primeiro sinal da hospitalidade alemã até então, mas um dos mais significativos.

IMG_1366

Vista de Hamburg a partir do Michel

Assim como as demais cidades alemãs que conhecera até aqui, o melhor meio de circular por Hamburg é mesmo de bicicleta, principalmente por conta do trânsito de automóveis. Mas todo cuidado é pouco. Nesta cidade existem regras específicas e você pode ser multado se não cumpri-las. Elas são um tanto confusas, mas não custa nada tentar segui-las. Fui abordado por quatro policias alemães, que me pediram documentos e me disseram que eu deveria pagr uma multa de EU20,00 por trafegar na ciclovia no sentido oposto ao dos veículos. Argumentei dizendo que não havia ciclovia no outro lado da calçada, e que eu era brasileiro e não conhecia as normas da cidade. Um dos policiais me disse que quando não houvesse ciclovia de um lado, mesmo que ela exista do outro, eu deveria trafegar pela rua, sempre no mesmo sentido dos automóveis. Me livrei da multa, por ser brasileiro, mas reparei que a regra ainda não tinha sido incorporada pelos alemães. Muitos deles trafegavam em ambos os sentidos, pelas ruas, calçadas, ou onde quer que fosse, dado o imenso número de bicicletas. Parece que a polícia por aqui está tentando organizar um pouco o tráfego de magrelas, mas por enquanto sem muito sucesso! As placas são confusas e o sistema de cores, que a princípio parece muito inteligente, pode gerar interpretações equivocadas. De qualquer maneira, melhor ser prudente e pedalar com cautela!

Daqui parto para Berlin, e devo passar os próximos dias acampado. Não sei o que me espera na capital, mas tenho certeza de que será muito diferente do que vi até aqui!

Advertisements

3 responses to “Hamburg – a segunda maior cidade alemã

  1. Eduardo,

    ligue para a Cristina Schmitz Brizola, grande amiga da minha companheira Rubi. Gaúcha muito legal e comunicativa – ela vai te dar dicas preciosas. Sem isto, Berlin pode ser triste.

    Tel: 030 2363 9349 Não sei se ela mudou de casa – ou vão te passar o telefone atual ou vc pede na Telefonauskunft (em ingles) – ou pede alguém fazer isto p vc.
    abs
    Wolf

    • Que bom que você está gostando, tem sido um grande desafio para mim! Nos próximos posts vou tentar colocar mais fotos! Tem algumas também na página do Dicamelo no facebook! Beijos!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s