Praga – Viena: pedalar para não acordar

IMG_6607

Uma das inúmeras florestas tchecas

Praga – Tynec’n Saz – Sezimovo Ustí – Nova Bystrice – Drosendorf – Maissau – Tuln – Viena

Pouco mais de 300 quilômetros separavam as capitais da República Tcheca e da Áustria, dois países vizinhos mas com características bastante distintas. A primeira viveu anos de oucpação soviética e de regime socialista, o que pode ser facilmente percebido tanto nas construções quanto no comportamento das pessoas. No interior, a maioria dos cidadãos fala a língua tcheca, e só. Alguns, principalemnte os mais velhos, falam também o alemão, já que o país sofreu forte influência germânica antes da ocupação russa. Os habitantes com 30 e poucos anos ou mais, falam também o russo, e apenas os mais jovens o inglês. Hoje, passando pelo interior do país percebe-se nitidamente que ele já viveu dias melhores. Sua vegetação é mais bonita e densa do que a da Alemanha, por exemplo, e o custo de vida infinitamente mais baixo. É um dos poucos países membors da União Européia que ainda mantém moeda própria. A Áustra, por sua vez, parece uma mistura da vizinha tcheca com a Holanda, uma espécie de país perfeito,

_MG_6732

Minha casinha na floresta!

onde tudo é bonito e organizado, mas com um custo maior, principalmente na sua capital, Viena.

IMG_6713

Pedalando bem, que mal tem?

IMG_6768

Prestando atenção nas placas fica mais fácil!

Com a ajuda de um amigo tcheco, que conheci logo quando cheguei no país, tive contato com um guia de ciclorotas indicando o caminho até Viena. Anotei os nomes de algumas cidades, suas distâncias e também para qual direção deveria seguir. Tudo pronto para essa nova etapa e em breve teria atravessado mais um país, de norte a sul. As ciclovias tchecas são muito bonitas, mas extremamente mal sinalizadas. É preciso prestar bastante atenção, já que pedir informação por aqui não é tão fácil. Os tchecos tem uma resistência inicial ao contato com um estrangeiro, mas depois que você quebra o gelo, são incrivelmente amáveis. Já a língua…..O país possui uma infinidade de florestas, muito mais do que a Alemanha e Áustria, que eu iria descobrir depois. Isso tornou o percurso muito agradável e as possibilidades de acampamento aumentaram. Devo admitir que passei um tempo ótimo ali, e como aconteceu nos outros países, senti uma espécie de aperto no coração ao cruzar a fronteira.

IMG_6865

Por toda a República Tcheca, lembranças de uma ocupação militar

IMG_6839

Pequenas e charmosas cidades por toda parte!

A divisa entre a República Tcheca e a Áustria é basicamente determinada por uma cadeia de montanhas. Não é assim nada tão grande que seja um enorme desafio, mas é mais alta do que tudo que eu havia visto na Holanda e na Alemanha. A ciclovia passa bem no meio e em alguns trechos você pode ver de um lado as árvores com marcações nas cores da bandeira tcheca, e do outro com as cores austriacas. Embora eu pretendesse seguir para o leste pela parte tcheca, e só depois ir para o sul com destino a Viena, foi meio que sem querer que acabei atravessando a fronteira para a Áustria. Como num pulo, eu estava lá. Desci a montanha e pernoitei numa bela cidadezinha, rodeada por uma antiga muralha e com construções tão belas quanto bem cuidadas.

IMG_6867

Já que estava aqui, acabei atravessando. Fazer o que né?

A partir dali achei que iria sofrer um pouco mais com o relevo, mas foi um sofrimento por antecipação. Em breve a elevação foi diminuindo e voltei a pedalar no plano, ou com apenas alguns poucos desníveis. Em alguns pontos a Áustria não tem tantas florestas quanto sua vizinha, mas perto da fronteira e depois às margens do Danúbio, ainda tem. Em boa parte do país as florestas deram lugar as plantações de uva, que também possuem o seu charme. Passei mais uma noite acampado antes de chegar à capital, onde me apaixonei profundamente. Não foi a primeira vez, já que me senti assim também em Amsterdam, Bremen, Berlin, Praga e em cada pequena cidade do caminho. Agora sobre Viena….vocês vão ter que esperar um pouqinho!

IMG_6854

Você pode escolher o céu cinza ou as flores amarelas. Tudo depende do seu foco!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s